Apucarana: Vereadores vão encaminhar requerimento ao Ministério da Saúde questionando falta de vacinas

Da Assessoria de Imprensa

O mesmo documento, em regime de urgência, será encaminhado à Secretaria de Estado da Saúde e à 16ª Regional de Saúde de Apucarana.

Vereadores da base aliada do prefeito e médico Dr. Beto Preto reuniram-se na tarde desta segunda-feira (30/07), com o chefe da Vigilância Epidemiológica da Autarquia Municipal de Saúde de Apucarana, enfermeiro Luciano Pereira da Silva. Em pauta a falta de vacinas nas Unidades Básicas de Saúde que vem gerando risco à população e, principalmente, às crianças da cidade.

Segundo o enfermeiro, hoje no município de Apucarana, já está faltando seringas, e as vacinas. Nos próximos dias, segundo adiantou o chefe da Epidemiologia, deverá ter início a campanha de vacinação contra a pólio e chegaram na cidade apenas 5 mil doses na cidade que não podem ser utilizadas para outros fins, apenas na campanha. “Estou na Saúde faz 30 anos, destes cinco na imunização. Nunca vi uma situação como esta”, relatou o chefe da Vigilância.

O presidente do legislativo, vereador Mauro Bertoli destacou a preocupação dos vereadores. “Vamos nos mobilizar. Nós vereadores não podemos ficar de braços cruzados presenciando esta situação. Queremos saber dos órgãos responsáveis pelo envio das vacinas e cobrar uma solução definitiva para o problema. Afinal de contas são as nossas crianças, a nossa comunidade que está sem a imunização. Vamos entrar nessa luta com o prefeito Beto Preto, vamos apoiá-lo no que for preciso”, disse o presidente que estava acompanhado dos vereadores Luciano Augusto Molina, Antônio Carlos Sidrin, Antônio Marques da Silva, Marcos da Vila Reis e do vice-presidente, vereador Franciley Preto Godoi, Poim.

Segundo Bertoli, não é admissível que as mães procurem as unidades básicas de saúde e não encontrem vacinas para seus filhos. “Se este problema perdurar, logo teremos crianças com poliomielite, sarampo, rubéola, caxumba e outras doenças”, alertou.

O presidente assegurou que será encaminhado um Requerimento, elaborado pela Mesa Executiva em regime de urgência, ao Ministério da Saúde, questionando a redução do número de vacinas para o Município e até mesmo o a falta das vacinas já citadas. Também será questionado se o problema vem do próprio Ministério ou da gestão feita pela Secretaria de Estado da Saúde e da 16ª Regional de Saúde que abastece o município. Os municípios não compram as vacinas, apenas administram as doses recebidas do Estado, via 16ª Regional de Saúde.

Os vereadores Sidrin, Marcos, Poim e Molina questionaram se os demais municípios também estão com problemas de abastecimento nas vacinas e foram informados que o abastecimento está normal. “Precisamos normalizar o atendimento na nossa cidade. Esse é um problema sério que pode trazer consequências desastrosas para todos. Não podemos deixar que fique como está”, concluíram.

Segundo a Autarquia Municipal de Saúde relatou de abril até agora foram pedidas 2.390 doses da vacina tetra viral e recebidas apenas 582. Com relação à vacina anti pólio, foram solicitadas 13 mil doses e recebidas somente 1950 doses. Já a vacina contra Varicela, foram pedidas 2.130 doses e entregues apenas 240.

Categorias: Apucarana

INFORMOU: