Redução de secretarias está entre prioridades de Ratinho Jr

Em meio a propostas genéricas feitas durante a campanha eleitoral, plano de governo de Ratinho Jr. apresenta promessas palpáveis, entre elas a redução do número de secretarias pela metade, considerada prioridade pelo governador eleito. Confira as principais propostas do político, retiradas do plano de governo e da sabatina publicada pela FOLHA no dia 26 de setembro.

O futuro governador também listou entre os planos de governo a oferta de internet gratuita nos prédios.

Curitiba – Eleito governador do Paraná no primeiro turno, com quase 60% dos votos válidos, o deputado estadual licenciado Ratinho Junior (PSD), de 37 anos, protocolou junto ao TRE (Tribunal Regional Eleitoral) um plano de governo de 188 páginas. Embora a maioria das propostas seja genérica, como garantir transparência, privilegiar a honestidade e promover o crescimento sustentável alicerçado em princípios éticos, há também promessas palpáveis.

Entre as bandeiras do pessedista, que governará o Estado de 2019 a 2022, estão cortar o número de secretarias pela metade, levar internet de graça a prédios públicos, investir em energia eólica e rever a carga tributária. A FOLHA destaca abaixo as principais, retiradas também de um documento publicado no site do então candidato, com o título “55 motivos para votar em Carlos Massa Ratinho Junior”, e da sabatina feita pela FOLHA com o então candidato, publicada no dia 26 de setembro. A ideia é que o eleitor destaque, guarde e ajude a fiscalizar a nova administração. Confira a lista:

Economia e Administração

– Devolver prédios alugados sem necessidade e “acabar” com a ilha, o avião e a chácara do governador;

– Cortar o número de secretarias pela metade;

– Reduzir impostos de 90 mil itens de bens de consumo;

– Levar internet de graça a prédios públicos;

Saúde

– Criar o Comboio da Saúde, unidades móveis que realizam exames de mamografia e oftalmológicos;

– Criar a 5ª Macrorregião de Saúde, atendendo Guarapuava, Irati e Ponta Grossa;

– Acelerar as cirurgias eletivas, com apoio de hospitais particulares e filantrópicos;

– Acabar com as filas;

– Criar o Sistema Digital Integrado da Rede Hospitalar, para garantir mais rapidez no encaminhamento dentro da rede e mais organização;

– Criar as Teles Saúde, para realizar atendimento a distância, com especialistas;

– Estruturar os “postinhos”, para desafogar grandes hospitais.

Mulheres

– Criar o Núcleo Mulher Paranaense – delegacias mais preparadas e atendimento diferenciado no combate à violência contra a mulher;

– Fazer parcerias para trazer psicólogas, peritas e assistentes sociais, como forma de apoiar vítimas de qualquer tipo de violência;

– Criar unidades itinerantes, que cheguem aos locais onde não há delegacia especializada;

– Lutar pela igualdade de oportunidades;

– Criar o Banco da Mulher, para fornecer crédito especial a mulheres empreendedoras;

Agricultura

– Investir na agroindustrialização, para gerar mais empregos e potencializar a produção;

– Criar o Banco do Agricultor, com apoio da Fomento, para fornecer crédito a cooperativas, agricultura familiar e associações;

– Aumentar de 55% para 75% a compra de alimentos produzidos pela agricultura familiar para a merenda escolar;

– Investir em biotecnologia, para potencializar as produções

– Investir na agricultura 4.0;

Infraestrutura

– Recuperar estradas rurais e modernizar portos e rodovias;

– Modernizar e duplicar as rodovias PR-323 (Maringá-Guaíra), (Jacarezinho-Jaguariaíva) e PR-280 (Palmas-Curitiba).

– Ampliar a Ferroeste;

– Realizar uma licitação internacional para a concessão das rodovias federais do Estado (os atuais contratos com as empresas do Anel de Integração vencem em 2021);

– Reduzir o preço do pedágio entre 40 e 50% do que é pago hoje;

 

Educação

– Levar três refeições ao dia para as escolas;

– Oferecer uniforme para todos os alunos da rede pública estadual;

– Criar o “Ganhando o Mundo”, que vai levar alunos e professores para intercâmbios internacionais;

– Ampliar a oferta de cursos técnicos agrícolas;

– Ampliar a oferta de Colégios Militares da Polícia do Estado do Paraná;

– Melhorar a educação inclusiva – professores e profissionais especializados;

– Criar laboratórios móveis de ciência e informática;

– Melhorar e ampliar o atendimento de professores e funcionários no SAS (Sistema de Assistência à Saúde);

– Implantar um novo PDE (Plano de Desenvolvimento da Educação), com uma proposta de formação do professor;

Segurança

– Criar a Cidade da Polícia, um centro de inteligência que unirá polícias, Bombeiros, Defesa Civil e Exército;

– Implantar, “de forma gradativa”, a gestão público-privada no sistema carcerário;

– Criar um projeto para que os presos trabalhem construindo paver (um bloco de concreto utilizado para calçamento e pavimentação);

– Criar o Projeto Muralha, reforço de tecnologia de ponta para proteção das divisas e fronteiras;

– Criar o Projeto Olho Vivo, integrando sistemas de segurança municipais, estadual e federal;

– Criar o Projeto Escola Segura, que vai levar policiais da reserva para a porta de cada escola;

– Criar o Projeto Falcão, com investimento em aeronaves e drones;

Transparência

Implantar o Compliance, sistema que previne corrupção, fraude e irregularidades e transmitir online as licitações públicas

Idosos

– Apoiar todas as cidades a conquistarem o Selo Amiga do Idoso da OMS (Organização Mundial da Saúde);

– Criar o Programa Vida Ativa, para proporcionar uma série de atividades e serviços de saúde;

– Aumentar os centros de convivência – um centro completo de cuidados e socialização;

– Fazer parcerias para promover cursos gratuitos de cuidadores;

Pets

– Criar a primeira delegacia eletrônica de proteção animal;

– Fazer controle da população de cães e gatos, com programas permanentes de esterilização cirúrgica.

(Folha de Londrina)

Categorias: Paraná

INFORMOU: