Rodonorte reconhece propina em pedágio e vai reduzir tarifa em 30%

Em acordo de leniência celebrado com o Ministério Público Federal, a Rodonorte se comprometeu a reduzir o valor das tarifas em 30% nas praças que mantém no Norte do Paraná. O acordo foi confirmado nesta quarta-feira (6) pelo MPF, ainda precisa ser homologado pela Justiça. As informações são de Estelita Hass Carazzai e Mario Cesar Carvalho na Folha de S. Paulo.

Após a homologação, a empresa terá 30 dias para implantar a redução da tarifa de pedágio, que deve se estender por pelo menos um ano, até somar R$ 350 milhões em abatimentos. A concessionária ainda se comprometeu a realizar as obras previstas no contrato inicial com o governo estadual, mas que não foram executadas em função de aditivos contratuais. O valor dos investimentos deve alcançar R$ 365 milhões.

No acordo, a concessionária admite o pagamento de propinas milionárias a integrantes do governo do Paraná –que é alvo da Operação Lava Jato. Segundo as investigações, empresas que administravam o pedágio pagavam percentuais de propina a agentes públicos e políticos há cerca de 20 anos, em
troca da supressão de obras previstas em contrato e de reajustes de tarifas em seu benefício.

No total, o acordo celebrado prevê o pagamento de R$ 750 milhões em multas pela Rodonorte, que também deve se submeter a um programa de monitoramento por 32 meses.

Categorias: Paraná

INFORMOU: