Câmara de Cambira segue o parecer do TCE e reprova contas do ex prefeito Maurílio, ano de 2013

303

Com o resultado Maurílio dos Santos fica inelegível e impossibilitado de disputar o pleito de 2020.

(Veja no vídeo o voto de cada vereador):

Com um vereador ausente, a Câmara de Vereadores de Cambira votou nessa segunda-feira (12) as contas do ex prefeito Maurílio dos Santos, referente ao ano de 2013.

Três vereadores, Edair da Silva (Fisico), Elenice Barriquelo e Josemar Ferreira, votaram contra o parecer do Tribunal de Contas do estado do paraná, que reprovou as contas do ex gestor.

Anderson Toledo (Toledinho), Antonio Genovez, Wagner Santana e Rodrigo Rodrigues seguiram a orientação do TCE, por desaprovar as contas do ex prefeito no ano de 2013.

O vereador Artur, não esteve presente na Sessão.

Os vereadores explicaram seus votos. Para Edair da Silva (Fisico), o prefeito não honrou os compromissos feitos com o INSS para não deixar de fazer a folha de pagamento dos servidores, já que o dinheiro não era suficiente para pagar ambas as contas.

Elenice Barriquelo afirmou que votaria a favor do ex prefeito, pois se ele não pegou o município com as contas equilibradas quando assumiu, como poderia cumprir com com a Lei de Responsabilidade Fiscal?

Josemar disse que não daria um voto técnico, baseado nas informações do TCE, e sim um voto político em prol do ex gestor.

Anderson Toledo (Toledinho) afirmou que o Tribunal de Contas quer separar os bons dos maus gestores. Alegando que se o gestor não conseguiu recuperar certidões, honrar compromissos e cumprir com Lei de Responsabilidade Fiscal, não pode ser considerado um bom gestor. O vereador ainda lembrou que as contas referentes aos anos de 2014 e 2016 do ex prefeito também foram reprovadas pelo Órgão competente.

Antonio Genovez disse que votaria de consciência limpa sem a intenção de prejudicar ninguém.

Wagner afirmou que não iria contra os técnicos do Tribunal de Contas, que são especialistas, conhecedores e encontraram falhas na gestão no referido ano.

Rodrigo Rodrigues citou a situação da ex prefeita Neuza, que também teve suas contas reprovadas por questões técnicas e seguiu o parecer do TCE.

Com o resultado Maurílio dos Santos fica inelegível e impossibilitado de disputar o pleito de 2020. As contas dos anos de 2014 e 2016 ainda não passaram pela Casa, mas também vieram com parecer negativo do Tribunal de Contas.

Veja a Sessão na íntegra: