Jovem atacada com soda cáustica em rua do Paraná recebe alta do hospital após 17 dias de internação

78

Isabelly Aparecida Ferreira Moro, de 23 anos, atacada com soda cáustica em uma rua de Jacarezinho, no norte do Paraná, recebeu alta do Hospital Universitário de Londrina na tarde de sábado (8). A informação foi confirmada pela assessoria do hospital neste domingo (9).

Ela estava internada desde 22 de maio, quando foi atacada por Débora Custódio, 22 anos. No último domingo (2), a jovem havia deixado a UTI e sido levada para a enfermaria.

Segundo PM, mulher foi presa na madrugada do dia 24 de maio — Foto: PM-PR

A suspeita está presa. A polícia acredita que Débora cometeu o crime por ciúmes de Isabelly, que é ex-namorada do atual companheiro dela.

O advogado Jean Campos, que atua na defesa da presa, pediu exames de sanidade mental da cliente e a mudança para uma cela isolada.

A mãe da vítima, Regiane Ferreira, disse que o produto atingiu a boca de Isabelly e a jovem o engoliu. Segundo ela, isso agravou o estado de saúde da paciente.

A soda cáustica, também conhecida como hidróxido de sódio, é uma substância altamente corrosiva e tóxica utilizada em produtos de limpeza doméstica. Se ingerida, pode causar danos severos ao sistema digestivo, levando a complicações graves e, em casos extremos, até a morte.

Isabelly foi atacada com soda cáustica enquanto ia para academia — Foto: Arquivo pessoal e reprodução