Justiça Eleitoral impugna dois candidatos a vereador em Apucarana

181
FOTO: TNONLINE

A Justiça Eleitoral de Apucarana decidiu pela impugnação de dois candidatos a vereador da cidade. Marcos Antônio Martins, que tem nome de urna Marquinho do Bicho (PP), e Anderson Luís Bueno, com nome de urna Anderson Sabão (DEM), foram os alvos das decisões.

Ex-vereador na legislatura 2009-2012, Marquinho do Bicho teve a candidatura impugnada pela juíza eleitoral Ornela Castanho, seguindo pedido do Ministério Público Eleitoral. Segundo o pedido, feito pelo procurador Eduardo Cabrini, o candidato foi “condenado criminalmente por falso testemunho, que é crime contra a administração pública”. A decisão cabe recurso.

Já Anderson Sabão teve o pedido de impugnação do MP aceito pela Justiça por ter tido as contas rejeitadas, em 2017, pelo Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR), quando ocupou o cargo de presidente da Câmara Municipal de Marilândia do Sul.

A defesa do candidato já entrou com apelação junto ao Fórum de Apucarana. Os advogados de Anderson Sabão apresentaram uma reanálise do TCE-PR, que apontou que houve a exoneração dos funcionários irregulares, regularizando as contas do candidato.

O Ministério Público pediu ainda a impugnação de outros oito candidatos na Comarca de Apucarana, cujos processos ainda não foram finalizados.

Cambira: Enquanto isso em Cambira a campanha segue em um clima de incerteza em relação a candidatura do ex-prefeito Maurílio dos Santos. É aguardada a definição da questão até o dia 26 deste mês.

Já Roberto Campos (Robertinho), que também teve seu nome relacionado na lista dos possíveis impugnados, acertou sua situação com a Justiça e está apto a disputar a eleição.

(Cambira Notícias com TNONLINE)