Polícia apresenta presos envolvidos em sequestro na cidade de Cambira

1360

Taís Sandy de França, 19 anos​, Jonathan Luan Bílis, 24 anos e Gabriel Jorda Ferreira Cândido, de 19 anos foram apresentados na tarde dessa terça-feira (03), na 17ª SDP, na cidade de Apucarana.

Uma mulher e dois homens presos ontem, segunda-feira (02), suspeitos de envolvimento na extorsão mediante sequestro do gerente do Banco Itaú da cidade de Cambira e sua família, foram apresentados à imprensa na tarde dessa terça-feira, 03 de dezembro.

Outros dois suspeitos envolvidos no crime morreram após confronto com a Polícia Militar (PM), em Mandaguari na tarde dessa segunda-feira (02).

Durante a coletiva de imprensa o delegado Felipe Ribeiro Rodrigues, que está respondendo pela 17ª Subdivisão Policial (SDP) de Apucarana de forma interina, esclareceu como os fatos aconteceram:

Por volta das 21 horas de domingo (01), quatro bandidos renderam o gerente do banco, a esposa e o filho do casal de seis anos, em sua residência na cidade de Cambira. O gerente foi levado, separado da família, para uma estrada rural na região de Maringá por Gabriel Jorda Ferreira Cândido, de 19 anos, preso na rodoviária de Cambira, na manhã de segunda-feira.

Os demais elementos retornaram à residência com a mulher e a criança, e roubaram diversos pertences.

Os bandidos saíram da casa foram até onde o gerente estava rendido e de lá seguiram para Nova londrina com a família. Como um dos carros teve uma pana, esse foi abandonado na estrada e os marginais se hospedaram em um hotel com os reféns.

No dia seguinte, segunda-feira, 02 de dezembro, Gabriel retornou a Cambira de taxi, com o gerente exigindo que ele sacasse R$ 90 mil na agência onde trabalha para ter a família libertada.

a polícia conseguiu agir antes que ele sacasse e de posse das características do bandido conseguiu prender Gabriel Jorda Ferreira Cândido na rodoviária de Cambira.

A partir daí a Polícia Civil passou dar orientações à vítima, a fim de ganhar tempo para que as equipes pudessem agir e assim resgatar as vítimas.

Neste período a esposa e filho do gerente tinham sido levados até um hotel no centro de Maringá. E a mulher conseguiu pedir socorro na recepção, quando a polícia foi avisada. Mãe e filho foram resgatados, mas o sequestrador, já então identificado como Paulo César de Oliveira Santos, fugiu.

Depois disso, Paulo César invadiu uma residência e fez pessoas reféns, trocou de roupas, pegando vestes do morador, e aguardou no local, até que um comparsa viesse buscá-lo.

Mais tarde ele e um adolescente de 17 anos, foram mortos em confronto com a PM, em Mandaguari. Paulo morreu na hora e o adolescente chegou a ser encaminhado hospital de Maringá, mas não resistiu.

Ainda em Mandaguari, no local do confronto, foram presos Jonathan Luan Bílis, 24 anos, que teria ajudado Paulo a fugir logo após o resgate das vítimas e Taís Sandy de França, 19 anos que ajudou os suspeitos a se esconderem em sua casa, em Mandaguari. O confronto ocorreu em frente a casa dela.

Um outro elemento envolvido conseguiu escapar. Foram apreendidas duas armas, uma pistola e um revólver calibre 38 e munições.

Foi uma operação em conjunto que contou com a Polícia Civil, Polícia Miliar e com o grupo Tático Integrado de Grupos de Repressão Especial (TIGRE), unidade especial da Polícia Civil do Paraná.

O Cambira Notícias acompanhou a coletiva na íntegra, veja o vídeo: