Polícia cancela CPF de sequestrador que agiu em Cambira

1353

Um segundo elemento ficou ferido e um outro foi preso.

Na tarde desta segunda-feira, 02 de dezembro, na Rua Domingues Paes, no Jardim Morumbi, em Mandaguari, elementos suspeitos do sequestro da família de Jeferson Sapatine, gerente de banco em Cambira trocaram tiros com a Polícia Militar.

O confronto resultou em um morto e outro ferido e encaminhado para um hospital de Maringá.

Os nomes não foram divulgados pela Polícia Militar. Os três teriam tentado arrombar uma casa, mas fugiram a pé e trocaram tiros com a polícia.

Um dos suspeitos foi baleado e tombou morto em um terreno baldio. Outro elemento foi baleado e acabou sendo transferido ao Hospital Universitário de Maringá. Uma terceira pessoa foi presa momentos após o ocorrido.

Equipes do Choque da Polícia Militar de Maringá, da Rotam de Sarandi e da PM de Jandaia do Sul estiveram no local após o confronto para prestar apoio à PM de Mandaguari.

O trio é suspeito de envolvimento com assalto e sequestro de um gerente de banco e sua família em Cambira.

O sequestro foi na noite de domingo, 01 de dezembro, quando assaltantes invadiram a casa de Jeferson e fizeram ele e a família de reféns.

O bando não conseguiu levar dinheiro. Eles mantiveram sob cárcere a esposa e o filho de seis anos do gerente. As vítimas do sequestro foram encontradas nesta segunda-feira, 02 de dezembro, próximo da Vila Morangueira, em Maringá.

Com isso, a PM realizou cerco na região para localizar os criminosos e chegou aos suspeitos que tentavam se esconder em Mandaguari.

FOTO: MANDAGUARI WEB TV