Polêmica: Dúvidas e incerteza marcam as eleições desse domingo em Cambira

1183

Dúvidas e incerteza marcam as eleições desse domingo em Cambira.

Hoje, domingo dia 15, os cambirenses vão às urnas, assim como eleitores de todo o País, para escolher prefeito e vereadores.

Em Cambira a impugnação de uma das chapas, causa incerteza no eleitor.

Após o primeiro candidato a vice da coligação “Progresso é o Nosso Projeto” participar das convenções sem filiação partidária, enquanto advogados tentavam reverter a situação em Curitiba, o que não foi possível, se buscou outro vice, mas situação semelhante (à do primeiro) foi identificada pelo Ministério Público Eleitoral, que através do Promotor Público Eleitoral, Dr. EDUARDO AUGUSTO CABRINI, pediu a impugnação do candidato à vice, e consequentemente também do candidato a prefeito André Barriquelo, o que foi acatado pela Juíza da 28ª Zona Eleitoral da Comarca de Apucarana, Drª.  Ornela Castanho, que julgou procedente o pedido do Ministério Público e impugnou a chapa para os cargos de Prefeito e Vice-Prefeito da Coligação “Progresso é o Nosso Projeto”.

Os advogados de Barriquelo tentam, na última hora, buscar recursos para reverter a situação.

As urnas estão lacradas desde o último dia 04, portanto os votos do pleito serão computados como válidos, com exceção aos destinados à coligação “Progresso é o Nosso Projeto” que ficarão sob aguardo de decisão da Justiça. Assim sendo, os votos depositados nas urnas para a coligação do 55 estão temporariamente inválidos.

Como frisamos em postagem anterior, caso André Barriquelo vença as eleições, Cambira poderá viver o mesmo pesadelo de 2012.